24 junho 2017

O sentimento de solidão não pode reger a vida


              O sentimento de solidão não pode reger a vida

                              O coração caminha pleno de presença e ausente de solidão

Uma das realidades que mais castigam o homem de hoje, juntamente com as doenças psicossomáticas, é o sentimento de desconsolo e solidão. É comum encontrarmos, nos cenários de nosso tempo, corações que, mesmo estando acompanhados por muitas presenças, se sentem profundamente sós.





Percebe-se que muitos dos olhares dos que habitam nosso tempo perderam a sensibilidade para com o simples e o descomplicado da vida, sendo assim incapazes de se descobrirem encontrados e acompanhados no comum e ordinário dos dias.

Diante da rotina e da simplicidade de cada dia, somos constantemente tentados a enxergar pessoas e situações sob o peso do tédio, sem vislumbrar nada de novo e sem perceber uma presença que dê sentido às lutas e aos desafios próprios do nosso cotidiano. É mais fácil fazer o bem e até perceber Deus em ocasiões extraordinárias e incomuns, contudo, a virtude mora no olhar que consegue fazer a experiência com Deus em meio ao comum dos dias.
Na solidão, fazer a experiência com Deus

O coração que tem o devido tino para descobrir o Eterno no tempo e o Sagrado no comum passa a se sentir mais acompanhado e visitado naquilo que é e experiência com Deus cotidianamente. Assim, a vida se torna menos pesada e só e o homem percebe que não é um ser jogado e desconsolado na existência.

Em um universo globalizado, globalizante e globalizador, torna-se fácil perder-se no todo e dissolver-se na massa humana das grandes cidades e concentrações sociais, sentindo, com isso, o desconsolo de se entender mais um em meio a um aglomerado de histórias.


Deus se faz presente em cada fragmento


Todavia, é necessário entender que Deus se faz presente em cada fragmento do que somos e vivemos, Ele cuida de nós e nos acompanha em tudo o que ilustra e compõe os nossos dias. Quem consegue perceber essa presença no comum de seus dias, pode contemplar a sua rotina de maneira acompanhada e sempre nova, sem o peso e o tédio próprios daqueles que experienciam a angústia de se sentirem na solidão e desconsolados em suas histórias.

O olhar precisa desenvolver a devida sensibilidade para, assim, enxergar o comum da vida. Dessa forma, o ordinário investe-se de novidade, e o coração caminha pleno de presença e ausente de solidão. Descubramos essa presença no normal de nossa vida e permitamos que esse consolo de Deus traga uma nova ordem e um novo sentido aos nossos passos.
Compartilhar:

22 junho 2017

Sete atitudes de mulheres da Bíblia que toda cristã deveria imitar


      Sete atitudes de mulheres da Bíblia que toda cristã deveria imitar.
                                Conheça algumas mulheres da Bíblia para se inspirar

Neste mês de março, comemoramos o Dia Internacional da Mulher. Realmente, uma data para ser comemorada, pois as mulheres têm, cada vez mais, destacado-se na sociedade, dando lhe grandes contribuições. Não é diferente no meio cristão. Hoje, pesquisas afirmam que as mulheres já são maioria nas igrejas. Elas têm sido uma grande bênção na vida da Igreja do Senhor Jesus. Apesar do grande machismo existente nas culturas descritas na Bíblia, encontramos a menção de grandes mulheres que têm muito a nos ensinar. Em homenagem às mulheres, gostaria de destacar sete atitudes de mulheres da Bíblia que todo cristão deveria imitar.



1-) A humildade de Maria, mãe do Senhor Jesus

Maria foi escolhida dentre diversas moças para ser a mãe do Salvador. Talvez isso pudesse trazer ao coração dela certo orgulho, certa altivez. Ela, no entanto, declarou algo que todos nós precisamos declarar diariamente a Deus: “Então, disse Maria: ‘A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador, porque contemplou na humildade da sua serva. Pois, desde agora, todas as gerações me considerarão bem-aventurada’…” (Lc 1,46-48). A humildade de Maria, em colocar-se nas mãos de Deus e cooperar com o Senhor na Sua grande missão, é algo realmente fascinante, que todo crente deveria imitar.

2-) A perseverança na oração de Ana

Ana não tinha uma vida fácil. Seu marido Elcana havia se aproveitado da tradição para ter duas mulheres (1 Sm 1,2). Ainda por cima, Ana era estéril, algo considerado como uma espécie de maldição em sua época. Era desprezada pela outra esposa do marido e carregava grande tristeza no coração por causa de tudo isso (1 Sm 1,6). Mas não desistiu de seu objetivo de ter um filho e não se entregou à murmuração, antes, foi perseverante na oração e pode declarar: “Ela concebeu e, passado o devido tempo, teve um filho, a que chamou Samuel, pois dizia: Do Senhor o pedi.” (1Sm 1,20)


3-) A coragem de Maria Madalena para superar o passado

A Bíblia diz que Maria Madalena era uma endemoninhada. Jesus expeliu dela sete demônios (Lc 8,2). Não temos muitos detalhes do passado dessa mulher, mas, certamente, não foi um passado que agradasse a Deus. Ela, no entanto, teve a coragem de superar o seu passado negro e ser uma grande serva do Senhor Jesus. Ela é mencionada sempre em companhia dos discípulos, e foi a primeira a saber e crer na ressurreição de Jesus Cristo (Mt 28:1). Foi uma mulher que mostrou uma superação inigualável, um verdadeiro retrato da transformação que Deus opera na vida das pessoas.

4-) A sabedoria de Miriam para superar as crises

O Faraó havia determinado que cada egípcio deveria matar os meninos que nascessem às hebreias (Ex 1:22). Essa ordem colocou em risco a vida de Moisés, que era ainda um bebê. Mas a estratégia da mãe de Moisés e Miriam, sua irmã, salvou a vida d’Ele. Mas não foi fácil. A menina Miriam mostrou uma sabedoria grandiosa ao seguir o menino que fora colocado num cesto no rio, convencendo a filha do faraó a entregar o menino à própria mãe, para que cuidasse dele por um tempo (Ex 2,7). Ela salvou a vida de Moisés com a sua forma sábia de lidar com as situações adversas.

5-) O temor de Deus da prostituta Raabe

Raabe é mencionada na Bíblia como sendo uma prostituta. A Bíblia não esconde o que ela era. Mas também não esconde a mudança que estava ocorrendo no coração dela. Na conversa que teve com os espiões de Israel, que ela escondeu em sua casa com o objetivo de protegê-los, ela nos mostra um grandioso temor a Deus: “Ouvindo isto, desmaiou-nos o coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o Senhor, vosso Deus, é Deus em cima nos céus e embaixo na terra.” (Js 2,11). Uma grande confissão de temor ao Senhor. Considerando que Raabe vivia em meio a um povo pagão, a declaração dela mostra quão grande foi seu temor. Tão grande foi a atitude dela diante de Deus, que ela faz parte da genealogia de Jesus Cristo (Mt 1,5)

6-) O fervor missionário da mulher samaritana

A mulher samaritana, como todos sabem, teve um grande encontro com Jesus próximo de um poço onde foi buscar água (Jo 4,9). Jesus lhe revela os erros que ela havia cometido no passado e no presente, e traz a ela uma palavra muito poderosa que impactou o coração dessa mulher. Resultado? O fervor missionário tomou conta do coração dessa mulher, que pregou as palavras de Jesus ao Seu povo, que não O conhecia: “Quanto à mulher, deixou o seu cântaro, foi à cidade e disse àqueles homens: Vinde comigo e vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Será este, porventura, o Cristo? Saíram, pois, da cidade e vieram ter com ele.” (Jo 4,28-30)

7-) O caráter da mulher virtuosa sem nome de provérbios

Os últimos versos do livro de Provérbios são dedicados a louvar o caráter de uma mulher que não tem nome, mas que bem poderia ser algumas das grandes mulheres de Deus, que existiram e existem em nossos tempos. Essa mulher apresenta virtudes no cuidado da família, do marido, dos filhos; na forma honesta e dedicada com que trabalha; no exemplo que dá ao próximo, na forma sabia com que vive sua vida etc. Esse texto mostra um resumo das qualidades das mulheres de Deus e como elas são importantes.
Compartilhar:

20 junho 2017

Bíblia: uma junção do ato humano e divino


              Bíblia: uma junção do ato humano e divino

                     Na Bíblia, temos o sagrado que une o ato humano e a ação divina


A princípio, parece uma coisa óbvia dizer que a Bíblia é um livro, ou melhor, uma coleção de livros, e que, como tal, são para serem lidos; mais do que óbvio, é a entendermos como literatura. No entanto, quando se trata das Sagradas Escrituras, nem sempre a coisa é simples, porque a Bíblia é, para nós, a Palavra de Deus.




Por ser Palavra do Senhor, a Igreja venera a Bíblia profundamente. O que acontece, muitas vezes, é que as pessoas entendem de modo equivocado o fato de a termos como Palavra de Deus e de a venerarmos como tal. Acabam, então, por um respeito fora da normalidade, tendo medo de ler a Bíblia.
Destaque para a Palavra de Deus

Eu acho bacana quando chego em uma casa e a Palavra de Deus está aberta, geralmente num lugar de destaque. A pessoa tem aquela Bíblia grande, ilustrada e a coloca na sala, aberta. Isso é bem bonito! É muito importante dar destaque à Palavra de Deus, e a Igreja nos incentiva a fazer isso. No entanto, grande parte dessa pessoas ficam com medo ou respeito excessivo e não a leem. Por isso quero comentar sobre a Bíblia como literatura.

Para ficar mais fácil, vamos separar as palavras: Bíblia e Sagrada. “Bíblia” significa um conjunto de livros, e como já dissemos, livro é para ser lido. Ato humano. E a outra palavra “Sagrada”, segundo o dicionário, é algo relativo às coisas divinas, algo santo, separado. Ato divino. Percebemos aí o que Deus quer: a união do divino com o humano.


Ato humano e ação divina

Na composição da Bíblia Sagrada, temos, no momento da redação dos livros, a mão humana, mas também, e principalmente, a inspiração divina, que é o que torna a Bíblia algo sagrado para nós. Temos aí essa junção do ato humano e da ação divina.

Fazemos o que cabe a nós no ato humano da leitura dos textos; e Deus faz o Lhe cabe, enviando-nos Seu Espírito Santo, que nos ilumina e encaminha nessa leitura.

A Igreja nos ensina que a graça de Deus é oferecida a todo ser humano, mas que para produzir seu efeito é necessário que haja a cooperação humana. É o que a Igreja chama de livre adesão do homem à graça divina. Assim também o é com a Bíblia. Para que a Palavra de Deus, em toda sua sacralidade, e para que o ato divino aconteça em nós, precisamos realizar o ato humano da leitura dos textos.
Compartilhar:

18 junho 2017

Superstição: quanto ela influencia sua vida?


              Superstição: quanto ela influencia sua vida?

             A história da humanidade está repleta de relatos relacionados à superstição

Medo de gato preto, receio de passar debaixo de escadas, colocar a imagem de Santo Antônio de ponta-cabeça no copo d’’água dentre tantos outros costumes são histórias que permeiam a vida de todos nós. As superstições são tão antigas quanto a humanidade, estão presentes na história e associadas a rituais pagãos em que as pessoas louvavam a natureza.





Quem nunca ouviu falar de uma delas, não é mesmo? Há séculos, convivemos com esses costumes, muitas vezes, sem saber como nasceram. Algumas dessas práticas são tão presentes em nosso cotidiano que as multiplicamos automaticamente em nossas vidas. Há relatos de que a roupa branca utilizada, por muitos, no Réveillon, é influência de tribos africanas que vieram para o Brasil no período da escravidão, cor que traduziria paz e purificação. Bater na madeira é um hábito milenar dos pagãos, por acreditarem que as árvores seriam morada dos deuses. Eles batiam na madeira como forma de espantar os maus espíritos, chamando o poder das divindades.

O termo “superstição” vem do latim “superstitio”, origina-se no que acreditamos a partir do conhecimento popular, trata-se de uma crendice sem base na razão ou conhecimento ou ainda algo muito relacionado ao comportamento supersticioso e mágico, ligado à maior ou menor “sorte” em determinada situação.

Desde a Antiguidade, os povos eram cheios de crenças ligadas a aspectos mágicos, identificando situações que dariam ou não sorte àqueles que seguissem determinadas práticas. Muitas superstições nascem de hábitos do passado que fazem sentido, mas cuja razão se perdeu ao longo do tempo, multiplicando uma situação inexistente, que, muitas vezes, vem de modo fácil e tranquilo. Usar a roupa da sorte, a bebida especial, a planta de tal tipo.

A superstição responde à nossa necessidade de segurança, conforme afirmação de Kloetzel. “Não é simples coincidência que, justamente o campo da saúde e da doença, em que nosso desamparo se torna mais evidente, esteja mais ‘minado’ por toda sorte de crendices” […]. “Sabe-se também que é entre os idosos, às voltas com a ideia de morte, que o misticismo e a religião encontram maior número de devotos”, revela o autor.
Religião e superstição não são a mesma coisa

A verdade é que por mais que digam que a religião possa carregar características supersticiosas, é um grande erro confundir as coisas, pois religião não é magia. Ato supersticioso é o fato de alguém carregar um talismã, evitar situações, praticar atos de sorte ou coisas do gênero.

Religião é algo que permanece com o tempo e necessário é crer de forma intensa; já a superstição é algo em que não se acredita 100%, mas se faz esta ou aquela simpatia, carrega-se um objeto da sorte.

O que chamamos de comportamento supersticioso nem sempre é comprovado e, muitas vezes, é lendário, ou seja, de tanto se acreditar que algo dá azar ou sorte, a tradição deu àquele número, objeto ou àquela situação um caráter de favorecimento e crença.

E você? Já parou para pensar naquilo que cultiva e acredita? Será que tem dado mais valor às superstições do que à sua vida de cristão?

Fica uma reflexão para revermos como cada um de nós assume medos, crenças e crendices que tantas vezes mobilizam nossas vidas.
Compartilhar:

16 junho 2017

Superstições e simpatias com imagens de Santo Antônio


     Superstições e simpatias com imagens de Santo Antônio

        A superstição é o desvio do sentimento religioso e das práticas que dele fazem parte


Ao aproximar-se o dia de Santo Antônio de Pádua, que celebramos no dia 13 de junho, e o Dia dos Namorados, comemorado no dia 12, aumentam sensivelmente algumas práticas supersticiosas, simpatias que prometem resolver especialmente os problemas das pessoas que procuram o ser amado. Essa prática deve-se principalmente à fama de casamenteiro que o santo adquiriu por quase todo o mundo.

As superstições e simpatias relacionadas a Santo Antônio aumentam cada vez mais. Há simpatias para todos os gostos e necessidades, a maioria delas relacionadas a encontrar um novo “amor”.




Em uma delas, coloca-se a imagem do santo na geladeira e, enquanto ele não conseguir um novo “amor” para a pessoa, ficará lá. Se o santo demorar a atender o pedido, coloca-se a imagem no congelador.

Em outra forma de simpatia, pegam a imagem de Santo Antônio, tiram o Menino Jesus do seu colo e viram-na para a parede. Normalmente, as imagens de Santo Antônio tem o Menino Jesus de modo fixo, por isso, não é possível retirá-Lo do seu colo. Mas, em lojas de produtos esotéricos, há imagens que tem o Menino separado do santo, justamente para serem usadas nessa prática.

Há ainda a simpatia na qual se coloca a imagem do santo de ponta cabeça dentro de um copo com água ou cachaça, e avisa-se que ele só será retirado do copo e colocado na posição certa depois que o pedido for atendido.

Além dessas, existem muitas outras simpatias e superstições ligadas a Santo Antônio. Todas elas, no entanto, têm uma característica fundamental: são práticas que nada tem a ver com a verdadeira devoção católica aos santos.
O ensinamento da Igreja Católica sobre as superstições

O Catecismo da Igreja Católica nos ensina que o primeiro mandamento proíbe que prestemos honra aos falsos deuses, pois nosso culto é devido ao único Senhor que se revelou ao seu povo. Nesse mandamento, também são condenados e proibidos a superstição e a irreligião. “A superstição representa, de certo modo, um excesso perverso de religião; a irreligião é um vício oposto por deficiência à virtude da religião”1.

A superstição é o desvio do sentimento religioso e das práticas que dele fazem parte. Por isso, a superstição pode afetar também o culto que prestamos ao verdadeiro Deus. Isso acontece quando atribuímos uma importância de alguma maneira mágica a certas práticas, ainda que em si mesmas sejam legítimas ou necessárias. Isso diz respeito também às devoções aos santos, especialmente em suas imagens.

O Catecismo esclarece que atribuir eficácia exclusivamente à materialidade das orações ou dos sinais sacramentais, como as imagens dos santos, sem levar em conta as disposições interiores que elas exigem, é cair na superstição2, um pecado grave, que coloca em risco a vida espiritual. Para exemplificar, isso acontece quando, em vez de converter-nos e abandonar o pecado, acreditamos que vamos nos salvar somente porque fazemos certas orações ou porque temos devoção aos santos e às suas imagens.

Ora, se até mesmo orações e devoções católicas não podem ser usadas de forma mágica, sem uma sincera busca pela conversão, muito menos podemos nos apegar às simpatias e outras práticas supersticiosas como soluções fáceis para nossos problemas.
O espírito da pregação e os milagres de Santo Antônio

Filho único de uma família de nobres, Santo Antônio de Pádua nasceu no final do século XII em Lisboa, Portugal. Muito jovem, sentiu-se atraído para a vida religiosa. Com apenas 19 anos de idade, entrou para um mosteiro dos Clérigos Regulares de Santo Agostinho, fez os estudos necessários e foi ordenado sacerdote em 1220. Nesse mesmo ano, procurou a Ordem dos Franciscanos, pois desejava viajar com eles para a África e ser mártir nas terras dominadas pelos muçulmanos. Foi então que, providencialmente, conheceu São Francisco de Assis e, atraído pela vida humilde e austera da Ordem, tornou-se um de seus filhos espirituais.

Santo Antônio logo ficou conhecido pelo extraordinário dom que tinha de pregar o Evangelho e pelas curas milagrosas que se seguiam às suas pregações. Formavam-se grandes multidões de pessoas desejosas de ouvir suas pregações. As igrejas eram muito pequenas para tanta gente, por isso o santo falava em campos abertos e nas praças públicas. O número de sacerdotes que o acompanhavam era pequeno para ouvir tantas confissões de pessoas que, tocadas por seu sermão, queriam mudar de vida.

Os sermões de Santo Antônio eram seguidos de numerosos milagres. Cegos, paralíticos e portadores das mais diversas doenças eram curados ao receber a bênção do santo. Mas os milagres mais extraordinários de Antônio foram as numerosas conversões, até mesmo de hereges cátaros3, que se seguiam às suas pregações.

Assim, depois de conhecermos um pouco da vida de Santo Antônio, compreendemos que práticas supersticiosas, como as simpatias que se costuma fazer com suas imagens, não tem nada a ver com o seu espírito evangelizador. É verdade que o santo realizou numerosíssimos milagres, sendo considerado um dos maiores taumaturgos4 da história da Igreja Católica, mas a pregação do Doutor da Igreja deixava muito claro que o mais importante não são os milagres e as curas, mas abraçar a nossa cruz, como nos ensinou nosso Senhor Jesus Cristo (cf. Mc 8, 34), para alcançarmos, um dia, o Reino dos Céus.
Compartilhar:

14 junho 2017

Causas e consequências do esgotamento espiritual


        Causas e consequências do esgotamento espiritual

        Quanto maior o esgotamento espiritual menor a qualidade do ministério


Todas as atividades, se não forem vivenciadas com equilíbrio e maturidade, podem causar sérios riscos à saúde. No campo espiritual não é diferente. Com o passar do tempo, o excesso de atividades na comunidade cristã ou em outras áreas de evangelização podem silenciosamente atingir nossa alma levando-nos a um sério esgotamento espiritual.

Muitos estão esgotados espiritualmente, mas não conseguem admitir tamanha sobrecarga sobre os ombros. Quem se esgotou esgota também quem está ao seu lado.




O esgotamento espiritual traz consigo algumas características negativas para o bom andamento da missão evangelizadora. Muitos começam a exercer ministérios de maneira funcional; executam tarefas, mas o amor, que há tempos os motivava no exercício da missão, tornou-se apenas algo que pertenceu a uma antiga história de amor.

Quando isso acontece, tornam-se funcionários do Sagrado e deixam de ser discípulos missionários. Transformam a missão em algo funcional. Se antes o que alimentava a alma era o ardor missionário e evangelizador, agora cumprem suas obrigações sem se preocupar com a qualidade da evangelização.

Quanto maior o desânimo menor a qualidade do ministério. Jesus não quer funcionários que executem a missão em uma empresa, Ele quer amigos, discípulos, apóstolos que se apaixonam pela proposta do Reino e são impulsionados pelo Espírito Santo a levar a Boa Nova da salvação aos cantos e recantos do mundo. Um discípulo apaixonado é aquele que, a cada dia, examina sua consciência e procura, a cada nova manhã, renovar seu amor pelo Senhor. Quanto maior for nossa intimidade com Cristo melhor será a qualidade do nosso ministério.

Muitos se apaixonaram por Jesus Cristo um dia. Com o tempo, esse amor foi esfriando, pois deixaram de alimentar o relacionamento. A chama viva da paixão, que no início era um fogo abrasador, com o tempo tornou-se brasa, foi se apagando lentamente e hoje restam apenas algumas cinzas de um amor que não foi cuidado. Quando desviamos o olhar de Jesus Cristo, começamos a desejar outros deuses. Quantos foram seduzidos pelo poder, pela fama e o comodismo! Desviaram seu olhar do essencial e alimentam sua vida do periférico. Amores ilusórios se desfazem como o orvalho ao nascer do sol. Amores verdadeiros desabrocham como flores no jardim para alimentar a vida com a beleza que é dom divino.

Outros ainda cuidam com tanto zelo das coisas de Deus que se esqueceram do próprio Deus. Quando Ele deixa de ser a fonte na qual a alma sacia a sede, busca-se águas em fontes duvidosas que prejudicam a saúde espiritual da alma. Cuidar das coisas de Deus é importante, porém se Ele próprio não for a fonte primeira da vida missionária, seremos apenas empregados e não Seus amigos.

O esgotamento espiritual traz sérios riscos para a alma de todo cristão. Quem desvia o olhar de Jesus perde o horizonte de sua vocação. Nossa alma se alimenta daquilo que oferecemos a ela. Somente no cultivo de uma intimidade profunda com o Senhor voltaremos às origens do nosso primeiro amor.
Compartilhar:

03 maio 2017

Oração de Renuncia


                             Oração de Renuncia 

                   É necessário renunciarmos a tudo aquilo que não vem do Senhor!


Recomendo que sempre quando for rezar esta Oração, mantenha – se um clima de Oração e Silêncio…


Em nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo!

Amém!

Senhor Jesus, quero neste momento me colocar diante da Vossa presença Santa e junto de Ti clamar a intercessão da Bem Aventurada Virgem Maria, dos Santos de Deus e de toda Milícia Celeste; para que possam vir em meu auxílio neste momento!

Pois quero agora que conheci a Vossa verdade, e sei e confesso que Tú és o único Caminho, a Verdade e a Vida, quero renunciar a tudo aquilo que não vem de Ti na qual por muito tempo eu estive envolvido ou tive contato!

Quero renunciar as obras de satanás na minha vida e a todas as práticas ligadas a ele e ao reino das trevas!

Por isso neste momento, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo eu quero renunciar a satanás e a todos os seus anjos!

Renunciar a todas as suas seduções, a todas as suas incitações pecaminosas sobre a minha vida!

Quero renunciar a toda prática de magia, de feitiçaria, bruxaria, astrologia, adivinhação, à idolatria, à invocação aos mortos, ao reiki, renunciar a Ouija e ao espiritismo em todas suas formas…

Quero renunciar aos cultos satânicos, à missas negras, as musicas satânicas, à cartomancia, jogos de búzios, ao tarô e toda e qualquer forma de superstição na qual eu tive contato!

Pois creio Jesus que Tu és o meu único Salvador! Creio que Tu és o único Senhor da minha vida! Creio na Tua morte e ressurreição, e que foi por amor que Tu me resgataste Jesus! Fui comprado e redimido pelo Teu sangue, e por isso está quebrado todo e qualquer tipo de contaminação espiritual em minha vida! Pelo Teu sangue eu fui liberto das garras de satanás e ele não tem mais poder sobre a minha vida!

Pelo Teu sangue fui transferido do reino das trevas para o reino da Luz! Por isso na autoridade do seu nome declaro que as forças infernais e seus artifícios estão justapostos aos pés da Vossa Santa Cruz! Pois assim de livre e espontânea vontade declaro que já não mais existe força ou poder infernal que possa me atingir! Nem mesmo nenhum tipo de obsessão diabólica, maldições, feitiços, mau-olhado, e qualquer outro tipo de trabalhos feitos por satanás!

Fui lavado e redimido por Tuas Santas chagas…

Sou um homem (mulher) livre pelo poder do Teu Nome oh meu Jesus!

Por isso agora peço que me preenchas e me revista com o Teu Espirito Santo! Vem e batiza-me no Teu Espírito Santo, inunda-me com a Tua graça e com o Teu poder! Me transforma e me reabilita para o combate, porque hoje assumo que sou uma nova criatura! Deixo para traz tudo o que passou e hoje recomeço a minha vida em Ti meu Jesus!
Compartilhar:

01 maio 2017

O Poder Angélico e sua ação em meio a nós!


            O Poder Angélico e sua ação em meio a nós!

                                            Os anjos estão a nosso favor!



Eu decidi escrever sobre a presença dos anjos e a maneira na qual eles são designados a nos ajudar no dia a dia.

Sabemos que estamos cercados pela realidade espiritual e não podemos deixar de contar com esta ajuda tão necessária e por vezes tão esquecida que são os anjos!

Na realidade do Combate Espiritual, na luta entre o Bem e o Mal na qual sabemos que enfrentamos, posso dizer que, tolos seriamos nós se não nos utilizássemos da ajuda certa dos Anjos de Deus!
Todo anjo tem a função de ser um Mensageiro e uma ajuda de Deus para nós homens e mulheres, criaturas de Deus, e ainda defensores do Reino de Deus! Existe ainda uma Hierarquia na qual se distinguem as suas ações e serviços:



Sefarins – Tem como função estimular nossa entrega ao louvor à Deus, nos abrasar deste Amor e nos estimular no serviço a Deus. Isto significa que quando estamos louvando ao Senhor eles participam conosco deste louvor.
É o coro que entoa o cântico de “Santo, Santo, Santo, Senhor dos exércitos, a terra inteira esta repleta de Sua gloria.” (Is 6,1-3)

Querubins – São os defensores que nos ajudam nas tentações contra a fé, pureza e os escrúpulos.

Tronos – São os que ajudam e iluminam os governantes, bispos, autoridades por comunidades religiosas, juízes, autoridade civis.

Dominações – Ajudam nos esclarecimentos, na compreensão, também pelos que se empenham em difundir o Reino de Deus.

Virtudes – Ajudam a melhorar a nossa vida espiritual, dando – nos coragem e força para cumprirmos as resoluções; estimula as pessoas a se deixarem banhar no Espirito Santo.

Potestades – Ajudam a remover os obstáculos que possam impedir a execução dos desígnios de Deus, desfazem as armadilhas e ciladas do inimigo (Satanás), ajudam as pessoas a se santificarem.

Principados – Defendem e protegem os países, cidades, as igrejas, as casas, para que os filhos de Deus reinem sobre todas as coisas, como filhos de um Reino de graça.

Arcanjos – Miguel: Combate por nós contra o príncipe do Inferno desfazendo toda mentira e ilusão.
Gabriel: Traz a boa notícia, apresenta a Deus os nossos pedidos.
Rafael: Nos defende das potências do mal, das doenças e nos acompanha nas viagens.

Anjos da Guarda – Nos protege e são encarregados de nos guardar e de nos levar a salvação.

Se você ainda não fez a experiência de contar com a intervenção dos Santos Anjos, convido você a pedir ao Senhor a graça de viver uma experiência com eles. Você verá como a intervenção deles acontece de maneira rápida e direta, principalmente no que diz respeito a tentações relacionados à nossa pureza, nossa sexualidade….
O Senhor que que sejamos Santos, e por isso nos dá todos meios necessários, inclusive estes nossos queridos companheiros, os Santos Anjos!
Reze comigo agora esta oração: Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador; se a ti me confiou a piedade Divina, sempre me guarde, me rege, me governe e me ilumine! Amém.

Deus abençoe você!
Compartilhar:

29 abril 2017

Passos para discernirmos a ação do demônio!


           Passos para discernirmos a ação do demônio!

                                              Os sinais da ação do Mal…




Passos para o Discernimento

Como conseguir discernir se de fato estamos diante de uma pessoa que esta sofrendo algum tipo de ataque direto do demônio? Existe um caminho a seguir para se chegar à esta conclusão?

Estas são as perguntas mais frequentes que geralmente fazemos para se chegar a um discernimento mais preciso do que esta acontecendo com uma pessoa que diz sofrer ataques diretos do demônio.

Mas antes de dar alguns conselhos sobre como podemos chegar a um discernimento mais preciso, é bom lembrar o que escrevi há alguns meses atrás sobre os tipos de ataques e de influências que o demônio pode ter sobre uma pessoa. (Tipos de Ações Diabólicas)

Descrevi estes tipos de ações como ações extraordinárias, na qual nem todos estão sempre sujeitos. Diferente das ações ordinárias na qual todos nós passamos que é a Tentação.

Como ações Extraordinárias descrevi estas:

– Distúrbios Externos

– Possessões Diabólicas

– Vexações Diabólicas

– Obsessões Diabólicas

– Infestações Diabólicas

– Sujeições Diabólicas

Tendo em mente estes tipos de ações do Inimigo é importante que interroguemos os familiares ou a pessoa que se apresentou para receber Oração de Libertação ou o Exorcismo ( somente relembrando que no caso de Exorcismo, somente um Sacerdote devidamente autorizado pelo seu Bispo pode proceder com o mesmo.) se existem realmente razões válidas para que se proceda com tais orações. Para isso é preciso estabelecer um diagnóstico. Podemos então começar com os sintomas que a pessoa ou os seus familiares dizem estar sendo vitimas.

Começamos então pelos sintomas dos Males Físicos:

– Na grande maioria das vezes as regiões mais atingidas por influências maléficas são a cabeça e o estômago. Geralmente a pessoa pode sofrer de dores de cabeça agudas e intensas por muitos dias, meses e até por anos; e os medicamentos se mostram ineficazes nestes casos. Ainda relacionado à cabeça e também aos jovens; é peculiar um sintoma que acontece no jovem que sofre algum tipo de influência maléfica uma rejeição brusca pelos estudos. Crianças e jovens que até ali nunca tiveram nenhuma dificuldade nos estudos e até mesmo gostavam de ir à escola de repente começam a detestar os estudos, o ambiente de escola, começam a ter muitas dificuldades de aprender, falta de concentração, suas memórias se tornam falhas e por isso não querem mais estudar, se tornam rebeldes e indisciplinadas. Uma observação importante: aqui não se trata de pessoas que não gostam de estudar ou somente estão passando por alguma dificuldade nos estudos, mas estou dizendo de uma mudança muito brusca no seu comportamento.

– A boca do estômago também é um ponto geralmente atingido por influências maléficas. Dores quase que insuportáveis e constantes, e todo o tratamento se mostra ineficaz á estas dores. Muito comum é vermos estas dores na boca do estômago se deslocar por vezes para o intestino, para os rins, ovários; e os médicos não conseguem uma explicação para o mesmo.

– Um dos sintomas mais típicos da necessidade de Oração de Libertação ou exorcismo é a aversão ao Sagrado: Pessoas que deixaram de rezar, embora tinham uma vida de oração; já não querem mais ir a igreja, participar das Santas Missas, e experimentam um sinal externos de raiva em relação as coisas de Deus, chegando até mesmo se tornarem violentas quando o assunto é Deus e as coisas sagradas, assim como aos objetos sagrados.

O livro do Ritual do Exorcismo ainda nos da como auxílio alguns sinais suspeitos, algumas manifestações mais espetaculares, mas que particularmente só as vi acontecer quando começamos a proceder com as Orações de Libertação ou em meio ao Ritual do Exorcismo, e não antes.

Elas são: Falar ou compreender línguas diferentes, sem que a pessoa nem mesmo tenha tido contato com essa língua, por exemplo, o Latim. Outro fato é da pessoa conhecer coisas futuras ou secretas, e ainda demonstrarem uma força sobre-humana.

Ainda durante as orações é comum acontecer casos de grande violência, comportamentos estranhos, blasfêmias e xingamentos.

Uma coisa importante a se destacar é que quando estas pessoas se dirigirem a nós, precisamos perguntar se as mesmas já recorreram aos médicos e se submeteram aos tratamentos que os mesmos recomendaram. Se sim, é muito provável que os medicamentos se tornaram ineficazes diante de uma real influência maléfica, mas mesmo assim não temos autorização de recomendar as pessoas a deixarem de tomar qualquer tipo de medicamento. E iremos perceber que após algumas orações a pessoa sentirá certo alívio em relação aos males reclamados. Nem sempre terão a cura total, pois isso dependerá do grau na qual esta pessoa esta sofrendo estas influências e da quantidade de orações que ela precisará receber para a total cura e libertação.

Espero que eu possa ter ajudado há esclarecer um pouco mais sobre como agirmos diante das pessoas que se apresentarem a nós reclamando de problemas espirituais.
Compartilhar:

27 abril 2017

Não consigo mais rezar!


                           Não consigo mais rezar!

                               Também no deserto é preciso aprender a prosseguir…

Q

Quando falamos de Cura e Libertação, não poderemos nunca esquecermos da palavra ORAÇÃO!
Quer seja para quem é ministro de Cura e Libertação, quer seja para quem está se empenhando num caminho pessoal de sua própria Cura e Libertação.

A Oração sempre será o ponto de partida! A Oração deverá ser sempre o centro e o fundamento desse nosso caminhar!

Mas quando a Oração se tornar um caminho de deserto para nós? Quando por meio da Oração tentamos buscar a Deus mas parece que não conseguimos nem mesmo ver um foco de Sua luz? O que devemos fazer? Como caminhar?

A pergunta não é tão simples quanto se parece; pois existem realidades em nossas vidas, situações que vivemos, que fazem realmente que não tenhamos gosto algum pela Oração, não desejamos rezar, não queremos rezar; e tudo o que parece nos levar para a Oração se torna um peso…
Mas de onde vem isso? Será que é algo que não vem de Deus, será que pode ser do Maligno?
Por que não quero mais rezar? O que devo fazer?

A verdade é que a resposta para esta pergunta apesar de ser curta, acredito que ainda seja a resposta mais exata; e que apesar de ser curta é a única que aprendi e verifiquei que funciona em todos estes meus anos de caminhada!
Então, quando nossa vida de Oração se tornar cansativa, se tornar lenta, quando não tivermos mais vontade alguma de rezar; e nem mesmo sabemos de onde vem todas estas coisas, a resposta é:

-Continue rezando…

Você pode estar se perguntando: “Mas o Danilo deve estar louco?!” Acabei de dizer que não tenho vontade, que não quero e nem sinto nada!! E o que ele me responde é:
-Continue rezando!!!

É exatamente isso que tenho aprendido, apesar de muitas vezes na prática me custar muito! Rezar sem vontade, ler a Palavra de Deus sem “sentir o gosto”, se esforçar para iniciar o Santo terço, lutar com o meu dia a dia agitado e corrido para participar da Santa Missa….E mesmo assim, sem sentir nada, não me deixar levar pela onda do momento…
A Oração é um combate: Por ela chegamos a Deus sempre, quer sintamos isso ou não, chegamos ao coração de Deus! E porque a Oração é um combate, não podemos parar de rezar, não podemos ser arrastados por um momento de mornidão, por um momento de desolação, de deserto…
Porque mesmo quando não sentimos nada e até não desejamos rezar, mas, tomamos a iniciativa e rezamos, ali Deus se manifesta, ali ganhamos de certa forma uma força para prosseguir, somos revestidos pela força que contem a Oração, que sempre será uma força de encontro com Deus…

Mas quando optamos em não rezar, o maior perigo que corremos é o perigo do pecado! Se nos deixamos envolver por esta onda de mornidão, por este deserto; é certo que se não reagirmos o pecado irá tomando um espaço em sua vida, dentro do seu coração, nas suas decisões…E assim, ao invés de você ir, mesmo que aos poucos, voltando a rezar com mais gosto, você perderá cada vez mais o desejo pela Oração, perderá cada vez mais o desejo por corresponder diferente aos desafios do dia a dia; e é bem provável que conforme o pecado for ganhando força dentro de você, você esqueça até mesmo que é uma pessoa de Deus, e venha até mesmo se esquecer do próprio Deus!
Isso é muito serio, e não estou exagerando!!! O pecado tem por obrigação de sua essência quebrar todo e qualquer vinculo que tenhamos com Deus, que tenhamos com as coisas de Deus! É por isso que quanto mais caímos em pecados e não voltamos para Deus rapidamente, mais vai parecendo que Deus esta longe de nós!
Quantas pessoas conheci que eram profundamente de Deus, mas que se deixaram levar por uma espécie de mornidão na vida de Oração, e acabou que não mais rezavam, não mais adoravam, não mais liam a Palavra de Deus; e por isso foram deixando e esquecendo do próprio Deus! E ai já é possível imaginar a desgraça que se tornou a vida destas pessoas!

Por isso entenda uma coisa muito séria:

Não precisamos sentir nada para termos uma vida de Oração que nos mantenha em Deus! Não precisamos sentir nada na Oração, não precisamos ser tocados em nossas emoções, ficarmos alegres, sorridentes, sairmos satisfeitos e coisas do tipo…A Oração, você sinta ou não, tem a força de te levar ao Coração de Deus! A Oração por aquilo que ela é, ela te deixará no “prumo”, te deixará sob a Sua proteção, graça e força!
Então, de uma vez por todas: Nunca pare de rezar, nunca desista da Oração…Seja insistente com você mesmo, seja o “DO CONTRA” com a ONDA que quer te deixar longe da Oração!

Tenho certeza que se você fizer esta experiência, você colherá dos melhores frutos! E chegará sim o tempo que novamente o “gosto” pela Oração florirá, voltará o tempo em que você será motivado pelos bons sentimentos, chegará o tempo em que você saberá exatamente o que Deus quer de você, porque O ouviu por meio da Oração!
Mas enquanto este tempo não chegar, lute contra tudo o que quiser te afastar do seu momento de Oração, e reze!

Espero que você possa partilhar comigo os frutos da sua persistência!
Compartilhar:

25 abril 2017

O Demônio sabia o meu nome…


                      O Demônio sabia o meu nome…

      “Senhor, Senhor não foi em Teu nome que expulsamos os demônios?” ( Mt 7,22 )


Foi durante um dos encontros do Padre Rufus , eu estava atendendo alguns casos de Libertação que apareciam de maneira isolada para nós, e que julgávamos ser mais graves…

De repente entra uma moça, em torno de 32 anos, 1.50m de altura, trazida pelos seus familiares e por alguns intercessores para o lugar onde estávamos atendendo, esta moça vinha segurada por umas quatro pessoas, tamanha era a força que a mesma estava fazendo para não ser levada onde estávamos, e porque com certeza algo de errado estava acontecendo com ela…

Assim que a deixaram lá fui para perto da moça para acalma-la um pouco e ver se eu conseguiria conversar com ela…É importante nestes casos que antes que comêssemos algum tipo de oração especifica para a pessoa, consigamos faze-la voltar a si se possível, e consigamos tirar dela alguns tipos de informações necessárias para se chegar a um discernimento mais apurado e rezarmos de maneira mais direcionada!

Ao chegar perto desta moça, e ao encara-la de frente reconheci em seus olhos que não era apenas um problema psicológico dela, ou algo deste tipo, para quem está um pouco mais acostumado, facilmente reconhece aquele olhar maligno na qual me olhava com ódio; e logo fui recebido com uma grande agressividade por parte “dela”!

Então, ainda antes de prosseguir com a jovem, fui em direção aos familiares dela para saber um pouco mais do que se tratava. Se era a primeira vez que ela estava tendo estes tipos de reações ou se eles já haviam presenciado isso antes…

A primeira importante informação foi de que há alguns anos ela vinha sofrendo com isso e pude tirar informações muito importantes como: Quando iniciou estas “crises”…Se existe algum fato relacionado ao inicio destas crises… Se existe alguma pessoa direta relacionada ao inicio destas “crises”…e coisas do tipo!

Então após informações muito importantes dos familiares, me dirigi em direção desta jovem e comecei a rezar por ela, para que por meio da oração ela voltasse a si para que eu pudesse conversar com ela e obter algumas informações a mais…

É claro que já por meio desta breve oração pude discernir quem estava ali! Era fato real que uma moça de 1.50m de altura, não teria por ela mesma a força na qual estava demonstrando para que fosse necessário três homens estarem segurando-a! Sem contar a repulsa que ela tinha somente de olhar para um crucifixo que estava ao meu lado e a maneira na qual ela blasfemava contra o mesmo! E ainda um outro ponto importante, falava uma linguagem desconhecida, algo que meio sem lógica e continuadamente…

Mas consegui faze-la voltar a si para conversar um pouco mais com ela, mas o demônio na qual estava agindo sobre ela de fato não a deixava dizer muitas coisas, e nossa conversa se intercalava muito entre a jovem falando de maneira consciente e o demônio que tomava posse da mesma, da sua voz, do seu corpo e a deixava inconsciente, sem podermos conversar.

O demônio por ser um ser inteligente, e por querer continuar a atormentar esta jovem, fazia de tudo para não sair; e sua tática naquele momento foi por vezes disfarçar que quem estava falando comigo era a própria jovem e não ele por meio dela! Confesso que por algumas vezes foi difícil saber quando era a jovem e quando era o próprio demônio, tamanho era a sutileza do seu disfarce...

Paramos por umas duas vezes o atendimento com a jovem consciente para que a mesma pudesse se restabelecer do cansaço, pois a luta foi brava…

Após umas 2 horas rezando por esta jovem e o demônio se utilizando desta tática de se disfarçar, por um breve momento achei mesmo que a jovem tinha voltado a si e que era ela quem falava comigo…

Perguntei o nome dela, e ela me respondeu normalmente….Perguntei algumas outras coisas da família e ela me respondeu…E ela me dizia:

– Muito obrigado, já estou bem, estou me sentindo muito bem…Sei que fui liberta…

Mas algo dentro de mim ainda me dizia que havia algo errado, e como o Espirito Santo não nos deixa sozinhos, estas afirmações dela dizendo “estar bem” me incomodou, e foi quando o Espirito Santo me inspirou a fazer uma pergunta simples, mas que iria DESMASCARAR de imediato o disfarce do demônio, então perguntei a jovem:

– Se é você mesmo (e disse o nome dela), me diga qual é o meu nome?

Ela me olhou por um momento, sorriu e de maneira bem singela me disse:

– Seu nome é Danilo, não precisa se preocupar Danilo sou eu mesma, não tenho mais nada…

Foi ai que olhei bem no fundo dos olhos dela e na autoridade de Nosso Senhor eu disse:

– Engraçado né, em nenhum momento eu lhe disse o meu nome! Como é que você sabe?

Foi o necessário para que o demônio me olhasse de maneira furiosa e seus gritos retornassem de maneira estrondosa, e de maneira agressiva viesse sobre mim…Afinal de contas ele foi desmascarado por algo que parecia tão simples dele conseguir disfarçar….

Foi necessário quase mais dois dias de orações por esta jovem, com confissões aos nossos sacerdotes e tudo o mais….Mas pela graça de Deus a mesma foi liberta…

Depois de tudo isso, parei um pouco e fiquei pensando que o demônio sabia o meu nome, ele disse o meu nome; e quase fui tentado a me deixar cair num orgulho espiritual…

Foi quando me lembrei desta passagem: “Muitos me dirão: Senhor, Senhor não foi em Teu nome que expulsamos os demônios? Então Eu lhes responderei: ‘Nunca vos conheci; afastai-vos de mim, vós que cometeis a iniquidade!’” (Mt 7,22-23)

E ai ficou claro para mim que o mais importante é esta passagem que o Senhor nos ensina: “Não basta dizer: ‘Senhor, Senhor!’ para entrar no Reino dos céus; é preciso fazer a vontade do meu Pai que está nos céus.” (Mt 7,21)

A lição mais importante em tudo isso?

Buscarmos fazer sempre a vontade do Senhor em todas as coisas!
Compartilhar:

23 abril 2017

Por meio da Oração, sempre se chega a Libertação total de uma pessoa?


Por meio da Oração, sempre se chega a Libertação total de uma pessoa?
                                 O poder da Oração e o querer de Deus….


A primeira coisa que acho importante dizer é que nossa vida é e sempre será um mistério, e que, aquilo que é o querer de Deus, nem sempre é de nosso entendimento…
Uma outra coisa importante que precisamos aprender sobre a oração: Por meio da oração não obrigamos a Deus a fazer aquilo que estamos lhe pedindo, mas a oração sempre será um meio de nos achegarmos a Deus para saber qual é a Sua vontade…

Com estas duas pequenas observações acima, quero lhe responder o título deste artigo, que tem por pergunta:

Por meio da Oração, sempre se chega a Libertação total de uma pessoa?

A minha experiência pessoal diz que não, nem sempre chegamos a uma total libertação de uma pessoa ou de um caso que acompanhamos, mesmo que esta pessoa passe diversas vezes por orações de libertação, ou até mesmo por Exorcismos.
E o primeiro motivo que entendi de uma pessoa não ser liberta completamente, e o tempo foi realmente me comprovando isso; é que quando cuidamos de alguém que está experimentando algum tipo de ataque do Demônio, a pessoa vive realmente um grande sofrimento, mas de alguma forma Deus se utiliza deste sofrimento na qual a pessoa esta vivendo para purifica – lá, para ajudar em conversões de pessoas que lhe são próximas, e para que através dela as pessoas possam crer na horrível existência do Mal. E a verdade é que tudo isso se torna um verdadeiro mistério para nós, muitas vezes não compreendemos, não aceitamos, porque queremos que tal pessoa seja completamente liberta do mal que lhe faz sofrer. Há pessoas que até mesmo se revoltam contra Deus, mas Deus na Sua infinita Misericórdia sabe se utilizar de tudo para o bem e a salvação destas pessoas.

Uma outra coisa que aprendi quando não conseguimos chegar a uma completa libertação de uma pessoa, é que precisamos continuar rezando por ela, e é necessário que um acompanhamento continue sendo feito. Se ela passa por sessões com algum exorcista, os Exorcismos precisam ser continuados, pois não sabemos quando Deus irá agir de uma vez por todas e liberta – lá por completo, e é bom sempre lembrarmos que apesar de muitas vezes não chegarmos a uma total libertação, a oração, as sessões de Exorcismos sempre consegue lhes dar uma tranquilidade maior diante do sofrimento.

A continuidade do acompanhamento pessoal destas pessoas é necessário também para que possam ir evoluindo em determinadas áreas ou aspectos de suas vidas e do dia a dia que lhes cercam, na qual eram atingidas com maior gravidade ou ainda não conseguiam responder de maneira positiva.

Por exemplo: Já vi casos de pessoas que foram atingidas por manifestações diabólicas e que não importava onde estavam, estas pessoas tinham reações extremamente agressivas, ou reações típicas de pessoas realmente possuídas; mas que com o passar do tempo, com um acompanhamento correto e com muita oração, estas pessoas conseguiram uma certa autonomia sobre si, e ninguém se apercebia das realidades que elas viviam.

Existem casos também que quando estavam recebendo pela primeira vez orações era necessário muitas pessoas para segura – lás e as reações eram extremamente agressivas, mas que com o passar do tempo e de muita oração, as reações já não mais eram tão expressivas.

É difícil compreendermos estas coisas, mas é tudo muito real! É difícil acompanharmos casos que não sabemos o porquê deles persistirem, e não conseguirmos alcançar a completa libertação da pessoa.
Mas mesmo assim não podemos desanimar, precisamos persistir!

O que acontece também em casos que não chegamos a uma total libertação, e já pudemos comprovar, é que a pessoa em questão não deu os passos necessários que lhe foi aconselhado e instruído. E ai por mais que rezemos não conseguiremos grandes resultados. Por isso, eu particularmente quando percebo que a pessoa em questão não esta dando os passos, ou lá no fundo não quer ter esforço nenhum, prefiro que dê um tempo nos atendimentos, e que espere mais tempo para voltar. Pois a pessoa precisa cair em si e ver que não existe na área espiritual um “passe de mágica“, mas que é um caminho exigente e de muita renuncia!

E por fim, existem casos que pela gravidade do envolvimento com o ocultismo, com seitas diabólicas e coisas do tipo, é necessário anos e anos de atendimentos e muita oração. Nestes casos até chegamos a uma libertação total, mas por vezes acontece que precisamos acompanhar a pessoa por dois ou três anos com orações quinzenais, e isso se torna muito exigente tanto para a pessoa, quanto para quem esta acompanhando. E o que acontece é as pessoas abandonarem o acompanhamento no meio do caminho.
É por isso que quando as pessoas me escrevem, ou vem à Canção Nova e me procuram para serem atendidas, nem sempre eu consigo atende – las, e se morarem muito longe recomendo que busquem um acompanhamento em grupos de oração próximos de onde moram, procurem o seu pároco e lhe peçam ajuda, ou coisas do tipo, ha não ser que tenham a possibilidade de estarem de tempos em tempos vindo a Canção Nova em Cachoeira Paulista; mas o tempo já me mostrou que são raras as pessoas que conseguem continuar um acompanhamento morando longe.

Mas não desanimemo-nos meus irmãos, o Senhor não tem Suas mãos atadas e pode quando quiser e como quiser libertar um filho Seu das garras do Demônio. Façamos a nossa parte, empenhemos os esforços que cabe a cada um de nós, e ao Seu tempo Deus fará o que for necessário!
Compartilhar:

21 abril 2017

Oração de Cura Interior


                                       Oração de Cura Interior 

Nos coloquemos sempre na presença do Pai, sabendo que Ele ouve a nossa Oração e compreende tudo o que nos cerca!


Para iniciar este momento de Oração, recomendo que se coloque num lugar sem agitações, e que de preferência seja um lugar que não haja interrupções. Pois o clima e como este momento é vivido, são muito importantes também!

E se em algum momento você sentir que é naquele ponto, ou naquela situação que Deus esta te curando, não tenha medo de parar e rezar de maneira espontânea conforme vir ao seu coração…

Oremos:

Pai de amor e de bondade, aqui estou me colocando diante da Tua presença, me colocando diante da Tua luz. Da maneira em que me encontro, com tudo aquilo que trago dentro de mim, com as minhas feridas, com as minhas dores; com as minhas angustias, com a minha solidão, mas é desta maneira que me coloco diante de Ti. Pois esta é a minha verdade e por mais que eu quisesse dizer que o meu interior está bem, o Senhor saberia que ai não estaria a minha verdade.

E por isso eu começo este momento Te louvando e agradecendo porque sei que me acolhes desta maneira, da maneira em que estou agora. Obrigado porque o Senhor não me rejeita, obrigado porque o Senhor agora não se preocupa com o que eu fiz de errado, porque agora o Senhor nem mesmo quer falar sobre o meu pecado, mas o Senhor me acolhe somente, e por isso eu te louvo e agradeço. Pois em Ti eu sei que posso me entregar sem precisar fingir e disfarçar.

Mas sei também que durante muito tempo eu estive preso ao pecado, estive andando por caminhos que o Senhor não estava e nem queria que eu estivesse, mas fui teimoso e egoísta, e andei por estes caminhos. Percebi que estes caminhos me trouxeram sofrimentos e desilusões, pois estes caminhos na qual trilhei foram me afastando cada vez mais da Tua presença. Por isso quero te pedir perdão! Me perdoa Pai pelos erros conscientes que cometi contra Ti, derrama sobre mim a Tua misericórdia e compaixão, misericórdia de mim Senhor!

Quero lhe agradecer oh Pai por Jesus que se entregou e morreu na cruz por causa dos meus pecados, mas também morreu por causa dos meus temores, dos meus medos, e para me libertar de todo o tipo de mal. Obrigado porque pela Sua morte Jesus, o Senhor quis restaurar toda a vida do homem e fazer de mim uma nova criatura.

E Jesus quer me curar por inteiro(a), o meu físico, o meu psicológico e o meu espirito. Ele quer sarar o meu coração por inteiro. Por isso Senhor derrama sobre mim um novo amor e um novo batismo do Espirito Santo, para que pela Tua graça eu posso ser curado e restaurado.

Creio que Tú és o mesmo de ontem de hoje e de todo o sempre, e que da mesma maneira com que fez com Lázaro a mais de dois mil anos atrás, o Senhor pode fazer isso comigo hoje; me chamar para fora do túmulo, me dar uma nova vida, ressuscitar tudo aquilo que está morto em mim. Por isso Senhor, traz toda a cura que necessito! Jesus pelo poder da Tua graça volte à minha quinta e sexta geração, e quebre todo e qualquer tipo de laço que possa ainda estar me prendendo aos meus antepassados, à minha arvore genealógica! Corta toda a ação do mal e seus laços nocivos!

Senhor Jesus, Tu me conheces antes até mesmo do meu nascimento, antes mesmo da minha concepção o Senhor já me conhecia e me amava. Obrigado Jesus!

Obrigado Jesus porque também no exato momento que fui concebido ali o Senhor estava presente, ali os Teus olhos já estavam voltados para mim, e ali o Senhor já me amava e eu lhe era querido. Se naquele momento na qual fui concebido houve algum tipo de manifestação negativa da minha mãe ou do meu pai por não estarem me esperando, ou por não quererem que eu fosse concebido, eu sei que ali o Senhor estava Jesus. Se minha mãe pensou em me abortar, se meus pais não estavam preparados para eu chegar ao mundo, eu sei que eu sou fruto da Sua vontade e do seu amor Jesus! Muito obrigado!

Se na minha concepção o medo, doenças ou qualquer força do mal, quer venha pelo sangue ou geneticamente me foi transmitida enquanto ainda eu estava no ventre da minha mãe, liberta – me agora Senhor e lava – me no seu Teu sangue redentor, quebrando todo e qualquer tipo de julgo hereditário na minha vida. Se houveram dificuldade na minha gestação, se fui rejeitado, se minha mãe passou fome, sede, ficou doente; se a minha mãe sofreu alguma queda, passou nervoso ou foi até mesmo agredida pelo meu pai enquanto eu estava em seu ventre, estou pedindo que venha me curar de todos estes traumas. Se minha mãe se assustou enquanto eu estava no seu ventre; se minha mãe consumiu drogas, se embriagou, se houve no coração da minha mãe o desejo de suicídio; se ela passou situações de raiva, de ódio, e se alguma destas coisas me atingiram, hoje estou pedindo que o Senhor traga toda a cura necessária para minha vida deste período em que eu estava no ventre da minha mãe. Me cura e me liberta Senhor, pois sei que o Teu amor sempre me acompanhou.

Senhor Jesus revive comigo agora e passeia na minha historia, em cada segundo dos meus primeiros anos de vida. Se neste período eu me vi separado(a) dos meus pais por causa da morte de um deles ou até mesmo dos dois. Se por conseqüência de alguma doença eu precisei ser separado do meu pai, da minha mãe. Se por causa do meu nascimento houve situações de conflito na qual eu presenciei, se houve a separação dos meus pais neste período. Se nestes primeiros anos de vida eu me senti sozinho porque éramos em tantos irmãos e eu não entendia que os meus pais precisavam dar atenção à todos, traz toda a cura e libertação que preciso Senhor Jesus. Volta na minha história Jesus e preenche todo o vazio da minha alma. Preenche com o Teu amor todo espaço que deveria ter sido preenchido pelos meus pais e que por diversos motivos não o foram.

Renova-me no Teu amor Senhor e tira toda magoa que eu ainda possa ter dos meus pais ainda por causa deste período, quando era apenas uma criança. Retira de mim todo medo: Medo do escuro, medo de ficar sozinho, medo de ser abandonado, medo dos animais, medo das pessoas, medo até mesmo do meu pai, medo da minha mãe, medo dos meus irmãos; cura – me de todo o tipo de medo Senhor Jesus! Por que o medo me paralisa, e Tu me queres um homem, uma mulher livre!

Senhor Jesus, continua a caminhar na minha historia, mas lhe peço que segures a minha mão e me ajude a caminhar neste período da minha vida. Pois os anos foram – se passando, e precisei ir enfrentando situações novas que até então eu ainda não tinha vivido. E nesta época Senhor eu me senti tão tímido, tinha medo de sair de casa, de conversar com as pessoas. Vivi situações que me senti constrangido e humilhado Senhor, por isso peço que me traga toda a cura que preciso. Quando me senti humilhado pelos meus professores no tempo de escola, me senti humilhado pelos meus colegas, por pessoas próximas a mim. Toda a marca que eu possa ter vivido em relação a catequista, padres, religiosas, traz ao meu coração a cura completa Senhor Jesus.

Me cura ainda Jesus de todo o medo que tive de falar em publico, medo de fracassar, medo das provas na minha escola, e ainda por vezes Jesus, sinto – me preso e paralisado por conseqüência de tudo isso, mas eu já Te louvo e agradeço por tudo o que estas fazendo por mim!

Quero te agradecer Senhor Jesus pela minha mãe. Mesmo se em algum momento da minha vida eu não me senti amado por ela e querido, hoje eu quero liberar o meu perdão à ela, e que entre minha mãe e eu possa agora ser derramado todo o Seu amor. Quero também pedir perdão à minha mãe. Pelas vezes que possa te – lá ofendida e ferido o seu coração, pelas vezes que eu a magoei e a decepcionei. Perdão minha mãe!

Quero te louvar e agradecer pelo meu pai Senhor Jesus. Peço que o Seu amor seja derramado em nossos corações e traga toda a libertação que precisamos. Quero pedir perdão ao meu pai por todos os desentendimentos que tivemos, quando eu não o compreendi, quando eu o julguei, quando da minha boca saíram palavras duras contra o meu pai: Me perdoa meu pai no Nome de Jesus. E quero também perdoar o meu pai por todos os desencontros que tivemos, e pelas vezes que não me senti amado por ele. Quando vi meu pai chegar alcoolizado em casa e agressivo com minha mãe, comigo e meus irmãos. Eu libero agora pela graça do Teu amor Jesus todo o perdão ao meu pai.

Eu lhe entrego Jesus todos os meus relacionamentos: com meus irmãos, meus avos, tios e tias, primos e amigos e familiares, onde houve qualquer tipo de briga, divisão, disputa, ódio, raiva, inimizades, mal entendidos e todo e qualquer tipo de violência; eu perdôo e libero também o meu perdão!

Obrigado Senhor Jesus por entrar comigo em minha adolescência e juventude, e reviver comigo momentos tão dolorosos. Purifica pelo poder do Teu sangue todo o trauma que eu trago deste período da minha vida. Recebe toda a dor que vivi, que experimentei de pessoas que me eram tão queridas. Toda a magoa, todo medo, todos os questionamentos que vivi sozinho(a), toda a duvida, toda a confusão que trazia dentro de mim. Traz agora ao meu coração uma profunda cura Jesus, pois em tudo o Senhor estava ao meu lado. Cura a minha mente e as minhas lembranças das vezes que fui ridicularizado pelas pessoas; seja pela minha aparência física, pelo meu modo de falar, pela minha condição financeira, pela minha cor; quando me ofenderam dizendo do meu corpo, do meu peso, da minha altura, da minha idade, dos defeitos físicos que eu trazia, preenche o meu coração com o Teu amor, pois eu sou único e muito amado por Ti do jeito que eu era e sou. Libero o meu perdão a todos os que me ofenderam.

Te apresento ainda Jesus todos os meus afetos desta época em minha vida, e caminha comigo, me segura em Teus braços, pois vivi momentos muito dolorosos Senhor, mas eu creio que estavas comigo. Apresento-te os meus namoros, as pessoas que gostei e que me relacionei. Mas por vezes Senhor estas pessoas me machucaram, mentiram para mim, me rejeitaram e acabei tendo ódio pelo sexo oposto. Mas eu quero agora perdoar estas pessoas. Pelas vezes que fui obrigado(a) a fazer algo que eu não queria, até mesmo a me relacionar sexualmente, Senhor Jesus, e isso me marcou muito, me senti muito ferido(a). Pelas vezes que sofri abusos sexuais, Jesus, vindo de pessoas na qual eu confiava e que me eram queridas; mas agora no poder do Teu Nome eu perdôo a todas elas! Me faz um homem, uma mulher nova pela força da tua ressurreição! E me ensina a amar e confiar nas pessoas novamente!

Traz toda a cura e libertação que preciso Senhor Jesus de doenças que tive e me deixaram de cama, afastados das pessoas que eu amava, doenças que me deixaram marcas no meu corpo, na minha mente, na minha lembrança, ainda trago o medo de algumas destas doenças Senhor Jesus, por isso peço que pelo poder do Teu Santo Nome o Senhor me cure e me liberte deste medos!

Vem curando o meu coração de qualquer sentimento que eu vivi de tristeza e solidão, quando tive medo da morte, quando entrei em depressão e quis me isolar de tudo e de todos. Quando perdi pessoas queridas de maneira trágica, por toda dor; preenche o meu coração com o Teu amor Senhor!

Só posso agora pedir perdão a Ti também Senhor Jesus; por não ter Te amado antes, por não ter ido ao Teu encontro antes; mas pelo contrario, quantas vezes Te culpei pelas desgraças na minha vida, quantas vezes briguei Contigo por achar que Tu eras o culpado!

Misericórdia de mim Senhor, piedade, pelas vezes que ainda hoje passam pensamentos de duvidas em minha cabeça, duvidas do Teu amor, do Teu cuidado.

Perdoa – me também pelas vezes que desejei morrer, desejei o suicídio, fui vingativo com as pessoas, pelas vezes que não rezei e que julguei a Tua igreja, os padres, os bispos, os religiosos, cura – me destas dores e me dê o seu perdão Senhor!

Obrigado Senhor Jesus pela minha vida, porque ela é um dom, obrigado porque o Senhor esteve sempre comigo e jamais me abandonou. Obrigado por reviver cada momento da minha vida comigo novamente e fazer que eu enxergue e entenda que sou um filho(a) muito amado(a)!

Obrigado por toda a cura e libertação que o Senhor trouxe às minha emoções, aos meus sentimentos, às minhas lembranças. Obrigado por me preencher com o Seu amor. Faz de mim um homem novo, uma mulher nova. Derrama sobre mim o seu Espirito Santo e faz de mim uma nova criatura.

Eu creio que a partir de hoje serei um homem novo, uma mulher nova, porque sei que fui curado e liberto pelo Teu amor, obrigado Senhor Jesus!

Deus abençoe voce!
Compartilhar:

19 abril 2017

Oração de Libertação


                            Oração de Libertação 

É bom estarmos neste momento em silêncio e num lugar que nos favoreça este clima de Oração.



Pai de amor e de bondade eu te louvo e te agradeço por teres enviado Teu filho Jesus que venceu o pecado e a morte para minha salvação. Agradeço por teres enviado o Espírito Santo que me fortalece, me guia e me leva para a plenitude da Vida.

Senhor Jesus Cristo, coloco-me aos pés da Tua Cruz e peço que me laves com Teu precioso Sangue que jorra do teu Sacratíssimo Coração e das Tuas Santas Chagas.

Lava-me Jesus, na água viva que jorra do Teu Coração transpassado pela lança. Peço que me escondas em Vossas Santas Chagas!

Pai celestial, deixe que a água purificadora jorrada na Cruz para a redenção do mundo flua através das gerações maternas e paternas, para que minha linhagem familiar seja purificada de Satanás e do pecado. Venho diante de Ti, Pai, pedir perdão por mim mesmo, para os meus parentes e para os meus ancestrais por qualquer invocação maligna que tenham feito a poderes que se opõem a Ti e que não honram a Jesus Cristo, Teu Filho. No Sagrado e poderoso Nome de Jesus, eu agora reivindico todo e qualquer território que tenha sido entregue a Satanás e o coloco sob o Senhorio de Jesus Cristo.

Pelo poder do Teu Espírito Santo, revela-me Pai, todas as pessoas a quem preciso perdoar e todas as áreas de pecados que por mim não foram confessados, e dai me a verdadeira contrição de coração.

Revela – me os aspectos de minha vida que não Te agradam, as atitudes que permitiram ou poderiam permitir a entrada de Satanás na minha vida. Entrego – Te toda a falta de perdão; entrego- Te meus pecados; e também Te entrego todos os meios que Satanás usou para entrar na vida.

Senhor Jesus, na autoridade do Vosso Nome, suplico a Vós que amarre aos pés da Vossa Cruz, todo espírito maligno do ar, da terra, da água e dos infernos e das regiões dos mortos, assim como todos e quaisquer espíritos enviados do mundo Satânico.

Clamo o Precioso Sangue de Jesus Cristo sobre todas estas situações e sobre quaisquer espíritos que queiram se vingar de mim.

Selo no Teu Santo Nome e em Teu Precioso Sangue, a mim, meus parentes, familiares, esta casa, este lugar, a igreja, carros, e todos os meus bens como propriedade Vossa, sendo eu apenas um administrador. No Teu Nome quebro agora e desmancho toda e qualquer maldição, feitiçaria, encantamentos, embustes, armadilhas, mentiras, obstáculos, influência espiritual maligna, praga, avidez, jugo hereditário, conhecido e desconhecido, e todo desequilíbrio mental, psicológico, depressão e doenças de qualquer tipo que venha pelo sangue ou genética, incluindo vícios, comportamentos e pecados.

Em nome de Jesus rompo a transmissão de todo e qualquer voto Satânico, pacto, ligação do espírito e da alma e trabalhos Satânicos.

Em Nome e pelo poder de Jesus seja quebrado e desmanchado toda e qualquer ligação com astrologia; feiticeiros, encantadores, videntes, mapas astrais, ervas espiritas, leitura de mão, cristais, curandeiros, benzedores, búzios, taro, cartomantes, médiuns; movimentos da Nova Era; ocultismo, guias espiritas, pais de santo; mães de santo, bruxas, vodu, kardecismo, candomblé e umbanda.

Em nome de Jesus, que seja desmanchado agora todos os efeitos de participações em sessões de espiritismo, adivinhações, evocações dos mortos para receber mensagens mediúnicas, tudo que foi feito e ingerido nestes lugares por comidas, bebidas, banhos de descarrego, oferendas, e tudo que ficou de nomes, fotografias, objetos pessoais, tudo que foi feito nas encruzilhadas, matas, pedreira, nas águas e cemitérios.

Espírito Santo, revela-me através de palavra de ciência quaisquer espíritos negativos que, de algum modo, tenham se prendido a mim; tais como: espirito de raiva, arrogância, amargura, brutalidade, espirito de confusão, crueldade, decepção, inveja, medo, espirito de ódio, insegurança, ciúme, orgulho, ressentimento ou pânico. Em nome de Jesus, e por meio da Sua autoridade que sejam repreendidos, cada um destes espíritos; Jesus é quem vos ordena que se dirijam imediatamente aos infernos, sem quaisquer tipo de manifestação e prejuízo a mim ou a outra pessoa, de modo que Jesus mesmo disponha de vós de acordo com a Sua Santa vontade.

Agradeço-te Pai, por teu amor, agradeço ó Espírito Santo, por me fazeres destemido contra Satanás e contra os espíritos maus, e por me libertares de todos estes sofrimentos que me perseguiam.

Senhor Jesus, depois de receber a libertação por meio de Vós , preencha estes vazios com a Tua presença e a presença do Vosso Santo Espirito! Que eu possa a partir de agora colher e receber as graças, os dons e os carismas do Teu Espirito, para que auxiliado pelo mesmo, eu consiga viver com retidão e fidelidade! Que o Senhor me conceda as virtudes da temperança, da Fé, da caridade, da compaixao, da verdade, da sabedoria, da esperança do amor e da misericórdia!

Ajuda-me a caminhar na Tua luz e verdade, iluminado pelo Espírito Santo, de modo que, juntos possamos louvar, honrar e glorificar ao Pai agora e para sempre; porque Tu, Jesus, és o Caminho a Verdade e a Vida e vieste para que cada pessoa tenha vida e para que a tenha em abundância.

Te agradeço Senhor pelas graças recebidas, por teres me curado, restaurado a minha vida e me libertado das garras do Maligno.

Graças a ti Senhor, eu sou uma nova criatura. Louvado seja o Teu nome Jesus!
Compartilhar:

17 abril 2017

Preciso de Cura, Libertação ou Exorcismo? - Parte 3


        Preciso de Cura, Libertação ou Exorcismo? - Parte 3

               “Tenho os olhos fixos no Senhor, pois Ele livra do laço o meu pé.” (Sl 25,15)




Padre Gabriele Amorth

Finalizando agora a 3a parte do Artigo, falarei brevemente do processo de Libertação e o Exorcismo.

Como identificar se preciso de Libertação ou Exorcismo?

A necessidade de Libertação pode ser vista de diversos modos, e é certo que todos nós precisamos de algum tipo de Libertação Espiritual.
O Pecado é algo que sempre nos aprisiona, nos torna escravos, e só por este motivo já poderíamos afirmar que precisamos de Libertação.
Mas a Libertação aqui que quero destacar é realmente um outro tipo de Libertação. É a Libertação que tem por conseqüência uma ação direta do Demônio, do Maligno sobre nós!

Digo uma conseqüência, porque é quase certo que se existe uma ação do Demônio de forma mais direta sobre nós é porque permitimos que de alguma forma ele nos atingisse. Seja por uma situação de Pecado que vivemos, seja porque permitimos que sentimentos ruins fossem dominando o nosso coração, e coisas do tipo…
Dificilmente encontramos alguma situação que não exista uma certa logica da ação do Demônio sobre aquela pessoa!

O que mais habitualmente então, as pessoas vivem que pode ser um indicativo que elas possam estar sofrendo um certo tipo de influencia diabólica?

Não generalizemos o que vou falar ok?! Pois nem sempre os mesmos sintomas tem como o raiz o mesmo problema!

A dificuldade esta realmente na identificação do que é ou não espiritual na vida da pessoa que esta sofrendo algo. Por isso não gosto muito de ficar tentando dar exemplos práticos numa questão que é preciso um olhar muito particular para cada pessoa e problema em si.
Por exemplo já recebi pessoas que me diziam que sem esperar e de repente, elas desmaiavam na rua, ou em casa, e as pessoas que estavam em volta delas comentavam que esta pessoa assumiu como que uma outra personalidade, falava coisas desconexas e suas expressões faciais mudavam…Isso é um bom indicativo que é preciso se averiguar com mais calma…
Mas ja tive casos de pessoas apresentarem os mesmos sintomas, e ser algo psicológico!

Outra vez atendi pessoas que diziam que ouviam vozes, ouviam barulhos em casa, viam vultos constantemente e, quando rezei por elas havia realmente uma realidade espiritual por detrás desta situação.
Conheci casos de pessoas que financeiramente iam muito mal, e no meu modo de ver seria algo como que má administração dos seus bens, mas que havia uma realidade espiritual por detrás dos problemas que apresentavam.

Em geral pessoas que se envolveram com o ocultismo sempre acabam tendo algum tipo de problema espiritual. Porque a pessoa esta mexendo diretamente com forças diabólicas, forças Malignas que não fazem nada “de graça” mas para tudo tem um preço; e por vezes o “preço é bem alto”

Então é certo que que pessoas que se envolveram com Bruxaria, Macumba, Vudu, Magia Negra, Magia Branca, Sessões de passes e descarregos, invocações aos mortos, psicografia e por ai vai; é certo que por causa daquilo que estava por detrás de tudo isso, precisarão fazer uma oração de renuncia, uma oração de Libertação; e por vezes ser acompanhada por pessoas experientes na área de Libertação, por causa das consequências de tais práticas.
Tudo isso que nomeei acima não diz de cristianismo e nada tem haver com o Único Deus verdadeiro! Ainda que usem o nome de Deus nestes locais, nada tem haver com Deus!

A Igreja Católica Apostólica Romana, em seus ensinamentos e doutrina, nos proíbe tais práticas.

Então, em resumo, perceber se uma pessoa precisa passar por um processo de Libertação é somente por meio de uma conversa, de “fatos estranhos” relacionados com algo, e por fim, a Oração. Digo Oração, pois por meio dela, ainda que na conversa não notemos nada de muito especial em relação ao que pessoa pode estar nos contando, ha situações que somente a Oração nos mostra que é realmente uma situação espiritual diabólica que esta por detrás.
Quando começamos uma Oração e insistimos na mesma por certo tempo, o Diabo fica furioso é quase certo que se ele estiver por detrás de algo, ele vai se manifestar.
Por isso a Oração é sempre o remédio, mas também um ótimo método de diagnostico!

E por fim o Exorcismo:

Este é um fenômeno mais raro de acontecer; mas não raríssimo como muitos dizem.
O que realmente vemos é cada vez mais pessoas afetadas por este tipo de problema espiritual e, sempre porque buscaram em momentos de desespero e fragilidade ajuda onde não deveriam.
O Exorcismo é necessário quando uma pessoa esta possuída pelo Demônio. E estar possuída aqui para um fácil entendimento é, quando o Demônio toma posse de certos sentidos da pessoa, de seu corpo e movimentos. Quando a pessoa não mais consegue agir sozinha, na sua Liberdade; mas é o Demônio que ali se mostra, fala por meio dela, gesticula e se movimenta!

Ainda que identificado fatos que concretizem uma presença diabólica, é sempre coerente um profissional na área da psiquiatria ter avaliado o caso. Eu disse coerente, mas não obrigatório; uma vez que sabemos que quase 100% dos profissionais desta área não acreditam na ação direta do Demônio sobre uma pessoa.

Um Exorcismo só pode ser realizado por um Bispo, ou por um Sacerdote na qual o Bispo o nomeou Exorcista.
O Bispo pode nomear um Sacerdote como Exorcista de maneira permanente ou por período, ou ainda nomea – lo para um caso somente em especifico.

Mas o mais importante do Exorcismo é saber que nenhum leigo exorciza, e que em geral padres nao fazem orações de Exorcismos. Leigos e Padres no dia a dia fazem Oração de Libertação, e isso é completamente diferente.

Penso que seja isso minha gente! Um artigo relativamente grande, dividido em 3 partes, nada muito aprofundado, mas bem claro e pratico, se não teríamos que escrever um livro…

Espero que eu possa ter esclarecido algumas de suas duvidas.
Compartilhar:

15 abril 2017

Preciso de Cura, Libertação ou Exorcismo? - Parte 2

    Preciso de Cura, Libertação ou Exorcismo? - Parte 2

  “Deus dos exércitos, restaura – nos, faze brilhar o Teu rosto e seremos salvos.” (Sl 80, 8)


Dando continuidade nesta Parte 2 do Artigo, uma vez explicado sobre a Cura Física no primeiro Artigo (Acesse AQUI), podemos avançar sobre a realidade de quem precisa passar por um processo de Cura Interior...

E eu já posso sem medo dizer que todos nós homens e mulheres, cristãos ou nao precisam de Cura Interior.

A Cura Interior não é uma realidade simples de ser explicada, como pretendo fazer de modo resumido neste artigo. Mas de qualquer forma tentarei deixar bem claro a questão.
No caso da Cura Interior penso que não se trata se precisamos de Cura Interior, mas em que área de nossa vida precisamos da Cura Interior.
Vejamos a Cura Interior como um medicamento que é aplicado principalmente sobre feridas que trazemos dentro de nós, mas ao mesmo tempo estas feridas interiores que parecem estar escondidas por se tratar do nosso interior, refletem de modo negativo em nosso dia a dia, principalmente no modo como reagimos diante de diversas situações que podem surgir.
Então, por exemplo, uma pessoa que ainda quando criança foi muito reprimida pelos seus pais, humilhada, mal tratada; quando adulto tenderá fortemente para duas vertentes: Ou esta pessoa será extremamente tímida diante de pessoas e situações que causem algum desconforto, ou, esta pessoa terá uma agressividade em suas reações mais acentuada do que outras pessoas, isso como uma forma de defesa!!

Um outro exemplo: Uma mãe gravida, que passou em sua gestação situações de medo; seja medo de morrer, ou que vitima de assalto, medo de doenças, e etc…Medos em geral…Além desta mãe provavelmente necessitar de Cura Interior para sabermos de onde nasceu determinados medos, é bem provável que este bebê ao nascer poderá “herdar” algum tipo de medo. Isso por causa do excesso de medo vivido pela sua mãe.
É por isso que existe situações que parecem que famílias carregam de geração em geração determinados tipos de comportamentos e traumas parecidos e interligados de seus familiares. Porque de alguma forma isso é real, é como se fosse ciclo, e esse tipo de ciclo só é quebrado com a realidade da Cura Interior.
Claro que não se pode generalizar este tipo de coisa, mas na maioria dos casos é isso que vemos: Uma repetição de situações que passam de pais para filhos e assim por diante.

O problema é que determinados traumas que surgem numa pessoa, se não for bem resolvido, pode – se repetir na família de geração em geração, mas já não se tratará mais da necessidade de Cura Interior e sim de Libertação.

A necessidade de Cura Interior em geral atinge quatro vertentes sendo como as principais causas da necessidade de Cura Interior, que sao:

– Sentimentos de Inferioridade,
– Sentimentos de Culpa,
– Sentimentos de Rejeição,
– Sentimentos de Medo,

Portanto se você percebe que numa destas vertentes há demasiado reflexo negativo de reações em seu dia a dia, é certo que voce necessite passar por Oração de Cura Interior.
E estes quatro tipos de sentimentos que coloquei acima, podem ramificar cada um deles em centenas de outros sintomas que indique a necessidade de Cura Interior.

Mas é importante saber que identificado o sintoma do que anda errado com voce, é preciso encontrar a causa real; e isso exige que uma pessoa experiente te acompanhe neste processo de Cura Interior.
Há casos de pessoas que passam anos recebendo Oração de Cura Interior!

Os casos mais dificeis e que geram feridas profundas que eu já pude acompanhar sao casos de pessoas que sofreram abusos sexuais, seja quando crianças ou adolescentes. Meu Deus, quantas coisas estas pessoas vivem de modo que não sabem que é consequencia destes abusos que sofreram.
Pessoas que fizeram abortos, trazem em si marcas e feridas profundas de culpa, e que são difíceis de serem curadas rapidamente.
Pessoas que quando criança presenciaram seus pais ou outras pessoas se relacionando sexualmente, trazem marcas muito profundas…E assim eu poderia dar muitos outros exemplos…

Mas o fundamental é entender o que esta se passando com voce!
O que te prende? O que te gera medo? O que te gera ansiedade? O que tem te gerado angustia?
Sao diversos tipos de perguntas que você precisa se fazer…

Uma vez detectado o que voce vive, é preciso ainda identificar o que gerou isso, e ai é preciso uma colaboração mutua:
A pessoa precisa procurar lembrar que fato ou situação que ela viveu, que a partir de então ela percebeu mudanças em sua vida e em seu comportamento?

E também a pessoa por meio da Oração, pedirá ao Espírito Santo que a ajude a descobrir a causa destes problemas.

Uma vez identificado a causa, ai entra a questão direta da Oração de Cura Interior.
A própria pessoa pode rezar por si; mas é preferível que uma pessoa ministeriada e experiente a acompanhe.

Poderíamos continuar esse assunto caminhando por muitas outras realidades, mas penso que o essencial foi dito.

Num próximo artigo, continuarei falando sobre a Libertação e Exorcismo.
Compartilhar:

13 abril 2017

Preciso de Cura, Libertação ou Exorcismo? - Parte 1


     Preciso de Cura, Libertação ou Exorcismo? - Parte 1

“Faz me caminhar em Tua vereda e instrui – me, porque és o Deus que me salva e em Ti sempre esperei.” (Sl 25, 5)




Sei que esta é uma pergunta difícil de ser respondida e pode se tornar cada vez mais complexa se formos nos aprofundar nos assuntos de forma isolada.
No BLOG há muito conteúdo tratando de cada uma delas de modo mais específico, recomendo que você dedique um pouco de tempo para poder se aprofundar mais…

Mas com esta questão acima, quero de modo simples esclarecer as muitas perguntas que sempre me chegam via e-mail, ou pedidos de oração tratando destes assuntos.
As pessoas constantemente estão preocupadas que estão sendo vitimas de ataques espirituais, sempre dizem que fizeram algum tipo de “amarração” para a vida delas, que um dia determinada pessoa conversou com ela e depois disso tudo começou a dar errado…Dizem que precisam de Exorcismos porque a vida financeira vai de mal a pior, precisam de Cura porque nao conseguem rezar e etc…

Vão fazendo uma mistura de problemas em suas vidas, tentando nestes problemas dar um nome para a solução, e em geral a solução nomeiam como Cura, Libertação e Exorcismo…
E ai é que está a grande confusão!
A Cura, a Libertação e o Exorcismo são realmente soluções para muitos problemas, mas para cada problema, existe sua solução especifica! É como num diagnostico de doenças na qual o paciente diz ao medico o que esta sentindo, e o medico aplica o tratamento conforme a doença!
Não adianta tentarmos tratar o Câncer com analgésicos, que de nada serviria! Assim como para uma dor de garganta não preciso de quimioterapia!
A questão aqui é aplicar o “tratamento” correto para a “doença” diagnosticada!

Então de modo simples vou tentar deixar um pouco mais claro, lembrando sempre que quando tratamos de coisas espirituais não há formulas prontas que sempre que seguidas darão certo, pois cada pessoa é única, e cada situação tem uma particularidade específica, mas posso tentar clarear um pouco mais…

A Cura:

Aqui tratamos de dois tipos de Cura, a Cura Física e a Cura Interior.
A Cura Física fica mais fácil saber quando aplicarmos ou rezarmos pela mesma, uma vez que o próprio nome já ajuda. É algo FÍSICO, algo que na pessoa visualmente ou não, não esteja bem.
Podemos rezar por Cura Física desde uma simples dor na qual a pessoa apresenta, até rezar para que um paralítico volte a andar, um cego enxergar, rezarmos por uma doença incurável como a AIDS e etc…
Poderíamos aqui entrar em todo um ensinamento sobre a Cura Física, mas a questão principal é que temos que ser muito atentos a voz de Deus quando Ele realmente quer curar ou não uma pessoa fisicamente e, principalmente quando se trata de Curas que podemos dizer mais extraordinárias como um paralítico voltar a andar…Não podemos brincar com a fé das pessoas, e nem achar que somos nós que curamos algo.
Por detrás de todo o sofrimento e dor dessas pessoas que querem receber algum tipo de Cura Física, existe sempre uma pedagogia de Deus nos ensinando algo e, que pode nos ajudar a crescer. E a real é que nem sempre Deus precisa que essa Cura aconteça na vida dessa pessoa, pois Ele sabe que coisas maiores e mais frutos podem dar a dor e o sofrimento que esta pessoa esteja vivendo.

Se a pessoa nos pedir para que rezemos por qualquer tipo de Cura Física que ela precisa, podemos rezar?

Sim, claro que podemos! Mas, mais do que rezar é preciso deixar claro para esta pessoa que Deus tem os Seus planos para ela, e o que faremos é pedir que se for da vontade de Deus a Cura Física aconteça.
Já pude ver pessoas sendo milagrosamente curadas: Pessoas que não ouviam voltaram a ouvir, doenças que acompanhavam a pessoa há anos desaparecerem, pessoas em fases terminais de doenças voltarem a vida.
Sei de casos de pessoas curadas de doenças incuráveis como a AIDS e etc…
Eu mesmo vivi uma Cura Física quando eu era mais jovem, há uns 18 anos atras. Eu tinha Asma Bronquica, renite, e um dia num supermercado um senhor que já faleceu há alguns anos rezou por mim e nunca mais eu tive nenhum tipo de crise de asma e nem mesmo nenhum tipo de problema respiratório. Como dizer que eu nao fui curado?! E ele rezou por mim no meio do Supermercado, eu não ouvi uma palavra saindo da boca dele e, a oração deve ter durado uns 2 minutos no máximo.
Mas existem situações que rezamos anos e anos por Cura Física e a pessoa não foi curada! Deus tinha os Seus propósitos também!

O Padre José Fortea, Exorcista espanhol, na ultima vez que ele esteve aqui, num momento de adoração que tivemos a noite, ele mesmo testemunhou que em um dos seus ouvidos, já fazia muito tempo, sua audição nao era muito boa; e que depois de um momento de oração ele sentiu como que abrir sua audição e ele voltou a ouvir normalmente…Isso é Cura Física!

Também o Padre Duarte Lara, Exorcista portugues, que esteve conosco em 2013, chegou a Canção Nova com muitas dores nas costas, e no hotel onde estávamos, o Padre John Baptist rezou por ele, e ele não teve mais dores nas costas…Isso é Cura Física!
Eu poderia aqui falar muito mais, mas acredito que ficou claro!

Deus quer que rezemos por Cura Física! Não é para ter medo de rezar, é somente necessário discernimento e prudencia!
Foi Jesus mesmo quem nos ensinou que devemos rezar por Cura Física; afinal quantos Ele não curou fisicamente?!

Muitas vezes a Cura Física acontece de maneira muito espontânea num momento de Oração Comunitária, onde Deus revela que ali Ele esta Curando alguém e, se pelo Dom Carismático de Ciência Deus mostrar isso, não devemos ter medo de colocarmos em comum com muita tranquilidade…E deixar livre a pessoa que foi curada se apresentar ou não para testemunhar.

O que não podemos fazer é querer espetáculos em relação à Cura Física! Não gosto quando pessoas fazem muito alarde com a questão da Cura Física, dizendo que Deus está curando “tantas” pessoas com determinados problemas, e que depois Deus esta Curando mais “tantas” pessoas de outros problemas; realmente isso não me agrada muito.
Tenho como escola e como referencia Padre Jonas Abib, e ele sempre fez isso com muito discernimento, prudência e num clima sereno…
Todos nós podemos e devemos rezar Cura Física!

Termino este artigo falando somente da Cura Física e com este versículo abaixo da Palavra de Deus que aponta qual é a vontade Deus para cada um de nós:

“Jesus deu – lhes poder para expulsar os espíritos impuros e curar todo o tipo de doença e enfermidade.“(Mt 10,1)

Tomemos posse da Palavra de Deus para nós!
Compartilhar:
Proxima  → Inicio

Rádio

Grupo de Oração

Grupo de Oração

Postagens antigas

Postagens mais visitadas

Reflexão

Mensagens

Nossa Senhora Fátima

Nossa Senhora Fátima

Parceria

Parceria

Parceria

Postagens populares